xadrez.jpg

10 curiosidades sobre o Xadrez

Quem não curte xadrez não flagra dos movimentos. Além de ser um ótimo jogo de estratégia ainda é o violão dos nerds. Conheço muita gente que perdeu a virgindade por saber jogar xadrez. Então aqui vão algumas curiosidades para você impressionar na próxima vez que o assunto for xadrez.

História do Xadrez

xadrez

O xadrez foi inventado por Galileo Galilei em 1987 e… CALMA! É apenas zoeira e outras virão, este blog é assim. A verdade é que a história do xadrez é longa e um pouco imprecisa. Acredita-se que tenha origem na Índia, durante o império Gupta e só tenha ido para o ocidente no século IX (nove, para os que fugiram da escola).

Sofreu diversas alterações em suas regras ao decorrer do tempo, como por exemplo a possibilidade de se mover o peão duas casas no primeiro movimento, regra que foi introduzida em 1280, na Espanha.


Jogos Curtos e Longos

Scholars_mate_animation

O jogo mais curto possível no xadrez é o popular pastorzinho, jogada que todo mundo (eu disse TODO MUNDO) deveria conhecer. A gif acima é formada por apenas 8 quadros e isso é o bastante para mostrar como dar o mate (gaúchos, please, não é isso) mais rápido possível. O nome pastorzinho vem de uma fábula que diz que um simples pastor venceu um rei usando esse movimento. Por isso eu disse que todo mundo deveria conhece-lo…

Por outro lado, a disputa mais longa de xadrez demorou 20 horas e 15 minutos para acabar, num total de 269 movimentos(!!!). E pior, terminou em empate (fuuuuuuuu).

 

A Rainha

rainha xadrez

No início a rainha nem era rainha. Era apenas uma espécie de conselheiro do rei e só podia se movimentar uma casa em diagonal (o qual inútil era a peça?). Mas muitos sutiãs foram queimados e por volta de 1400 o conselheiro virou a rainha, com os movimentos ainda limitados.

Hoje o rei é um pau mandado, a rainha domina tudo e estão pensando em adicionar uma peça chamada sogra, que jogará contra o próprio time.

 

Jogar até de olhos vendados

dia-xadrez-olhos vendados

Jogar xadrez já é difícil quando você está vendo as peças, imagine de olhos fechados. Aliás, vendados, para não correr o risco de dar aquela espiadinha (© Bial). Essa é uma modalidade de xadrez adotada por especialistas, que procuram dificultar um pouco mais o jogo.

O recordista é o húngaro Janos Flesch, que em 1960 jogou contra 52 adversários de olhos vendados, em Budapeste. Ele venceu 31 dessas partidas.

Outra modalidade interessante é o xadrez por correspondência, muito comum no início do século passado. Imagine quantos meses durava uma partida dessas, visto que não existiam e-mails?

Possibilidades "infinitas"

xadrez infinito

Depois dos três primeiros movimentos (sendo que cada movimento é uma peça movida por cada jogador) há mais de nove milhões de possíveis posições. A complexidade do xadrez é comumente expressa pelo número de Shanon, adotado como 10120, mas que calcula-se ser na verdade próximo de 10123. Este número é frequentemente comparado ao número de átomos do universo, que deve girar em torno de 4×1078 e 6×1079.

 

Lovechess

lovechess

Como tudo no mundo precisa ter sexo envolvido, não poderia faltar uma versão erótica do xadrez. A série Lovechess leva à sério a ideia de uma peça comer a outra e isso acontece explicitamente nos jogos. Calma, não chega a rolar zoofilia quando o cavalo come a dama, nem blasfêmia quando o bispo encontra a rainha. Mas acho que esse não é o melhor jogo de xadrez para se jogar contra seu avô.

 

Xadrez e Boxe

Corpo são e mente sã, já dizia Juvenal (poeta romano). Essa modalidade de xadrez (e de boxe) leva esse conceito ao extremo. Os adversários devem se enfrentar aos socos em um round e no tabuleiro em outro. Imagine a variação de adrenalina e concentração, deve ser enlouquecedora. Imagine algo assim com o MMA, que doido. No canal CHESSBOXING no Youtube há diversos vídeos como esse.

Outra variante que vale a pena ser lembrada é o xadrez em 3D, que tem várias sub-variantes, a mais famosa delas é a introduzida pelo clássico geek Star Trek.

Spock_3D_chess

 

Computadores de Xadrez

Kasparov- Deep Blue

Se eu te disser que um computador venceu um campeão mundial de xadrez hoje você talvez não ficaria muito surpreso. Mas nos anos 90 essas disputas eram vistas batalhas entre o cérebro humano e a capacidade máxima da máquina.

O ápice dessas disputas foi quando o campeão mundial Garry Kasparov encarou o computador Deep Blue da IBM, em 1996. Garry venceu a disputa melhor de 6. O Deep Blue foi atualizado e houve uma revanche em 1997 e desta vez a máquina venceu. A polêmica em torno da partida foi grande, com Garry acusando a IBM de fraude e tudo mais.

 

Problema do Cavalo

conquistador

Apesar de parecer limitado, o cavalo pode se movimentar por todo o tabuleiro, conforme você pode ver na ilustração deste post. Outra solução muita mais interessante para quem é fã de matemática e raciocínio lógico foi apresentada por Euller e além de resolver o problema do cavalo ainda é um Sodoku, com linhas e colunas somando 260. Fod@o ou sim?

Knights_tour_(Euler)

O Turco

turco

Se a IBM dizer que seu computador conseguia jogar xadrez em 1996 já gerou desconfiança imagine uma máquina fazer isso no século XVIII. O Turco foi construído por Wolfgang von Kempelen, que em vida não viu seu grande segredo revelado.

O Turco era uma máquina de xadrez, supostamente de inteligência artificial, que conseguia jogar com bons adversários e até resolveu o problema do cavalo de uma forma pouco conhecida até então, fechando o ciclo, com o cavalo parando na casa onde começou. O Turco circulou de 1770 até 1854, quando foi perdido em um incêndio.

Chegou à vencer notáveis, como Napoleão Bonaparte e Benjamin Franklin. Seu complexo funcionamento foi explicado a partir de 1820 e sim, incluía uma pessoa dentro da máquina (não necessariamente um anão, já que o espaço era amplo).

 

 

Baseado na lista do TopTenz. Texto e pesquisa própria.

Publicado por

Negão

Sou o chefe desse blog. O manda chuva. Mas em casa, se eu não deixar a louça limpa, apanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>