Década de 10 II, o retorno

Após os esperados anos 2000, voltamos rotina secular de décadas… de dez em dez. Agora, estamos nos anos 10, mas já passamos por isso antes recentemente (é, podemos considerar cem anos como recente. Ou não…). O que aconteceu da outra vez que pode acontecer novamente? Vejamos:

1ª Guerra Mundial

É impossível que acontece a 1ª Guerra Mundial novamente! E a probabilidade de acontecer uma 3ª Guerra ainda nessa década é remota. Porém, os eventos que poderão culminar em uma beligerância global nas decadas seguintes serão desencadeados ao longo dos próximos 10 anos.
A decadência do petróleo, as mudanças climáticas, o apogeu chinês, a escassez de recursos naturais, os conflitos no oriente médio, tudo irá se agravar nessa década, e tornar-se insustentável, levando-se a crises econômicas e políticas.
Reze pela década de 20.

Naufrágio do Titanic

Titanic foi um navio de proporções astronomicas para à época, e logo recebeu a alcunha de “inafundável”. Mas todos nós conhecemos o drama de Jack (o Rei do Mundo) e Rose (a velhinha maluca). Pois é, o navio afundou, levando James Cameron ao Oscar, 85 anos depois.
Na última década, o turismo espacial tem sido cobiçado pelo homem. No total, oito pessoas pagaram para ir ao espaço, inclusive o brasileiro (leitor do Negão Internauta) Marcos Pontes. E a tendência é que esse número aumente muito, já que existem projetos, já em etapa final, para criação de pacotes turíscos para viagens espaciais.
Marcos Pontes, astronauta e leitor deste blog.
Eu sei que não existem icebergs no espaço, mas a possibilidade de acontecer alguma merda além da estratosfera é maior do que no mar.

Revolução Russa

A Revolução Russa de 1917 foi um dos eventos políticos mais importantes da história. Dela, se derivaram outras diversas revoluções, principalmente na América Latina e África, levando à regimes comunistas e/ou ditadores. A ideologia do poder para o proletariado é viva até hoje.
Mas assim como dificilmente ocorrerá uma guerra nesta década, dificilmente passaremos por revoluções como essa, à menos que surja um “cisne negro”, como aconteceu no início da última década, no dia 11 de setembro de 2001.
Anúncios