Uma das maiores tradições natalinas nacionais é o amigo secreto (amigo oculto, para os que beijam rapazes). Todo mundo sabe como funciona (ou como não funciona) a brincadeira por aqui. Mas, como é o amigo secreto em outros países?

Rússia

Na Rússia, o amigo secreto que tira você. Aí você tem que ou tentar descobrir para quem você tem que dar o presente ou comprar um neutro. Porém, a tradição manda que se seu amigo não gostar do presente, você deve jogar a famosa roleta russa e boa sorte na próxima vez que der meias.

rvt_031842201501695531

 

 

Japão

Cada participante retira um polvo robô de uma caixa com as instruções da gincana. Isso mesmo, gincana que inclui choques, meninas em biquínis e muita dor, como é de praxe no Japão. Mas no fim, só leva presente quem apresentar uma resolução plausível para a equação de Yang-Mills. Abaixo, uma revelação de amigo secreto japonesa.

 

Tailândia

Cada um sorteia uma pessoa supostamente do sexo oposto, porém não dá para saber porque estamos na Tailândia. Os dois tem um encontro amoroso e alguns ganham uma surpresa, se é que você me entende…

Europa

Esse ano o pessoal da Europa não vai fazer amigo secreto no trabalho porque ninguém tem emprego.

Estados Unidos da América

Lá todos escolhem uma pessoa e dão seus presentes à ela no começo do ano, esperando receber presentes melhores no fim do ano. A pessoa que recebe deixa apenas a promessa e vai fazendo remanejamento de presentes ano após ano. Porém, de tempos em tempos, várias pessoas decidem retirar seus presentes de uma só vez, quebrando todo o ciclo.

Daí as pessoas pedem ajuda aos bancos, que pedem ajuda ao governo, que tem que se virar para salvar a brincadeira.

 

China

O governo faz o sorteio e também escolhe quais são os possíveis presentes. Aí, apesar de trabalharem o ano inteiro produzindo tênis de marca, microcomputadores e carros compactos, os chineses devem escolher entre abortivos, pílulas do dia seguinte, anticoncepcionais, camisinhas e o livro A Arte da Guerra para dar de presente. O plano é que esse clássico chinês seja mais vendido que a bíblia em breve.

Anúncios