Por que se casar?

Para quem ainda nem pensa em subir em um altar ou mesmo juntar os trapos, a idéia de casar tão cedo (não importa a idade, sempre é cedo demais para casar) pode parecer um absurdo. Mas o Negão Internauta apurou os principais motivos para dar o anel (de noivado, é claro).

Amor

Amor é um bom motivo para se casar. Não é o melhor, é claro. Se você amar uma pscicopata, não case. Se você não amar uma ninfomaníaca que te ama, case. O amor é o combustível da felicidade. Mas o amor é um combustível a base de petróleo e sempre tem os dias contados para acabar. A cada dia fica mais dificil se abastecer de amor dentro de um casamento.

Logo, amor é bom, mas não essencial.

Sexo

Sexo é um pouco mais essencial que o amor. Estou falando seríssimo. Não adianta dizer que sou nojento ou maluco, a sociedade é assim. Quem nunca ouviu falar do caso do casal que se amava, mas ele traiu ela e tudo terminou, um deles se suicidou e o outro arranjou alguém que transava melhor? Acontece todos os dias em todas as cidades desse mundão a fora.

Se você ama, se esforça para fazer um sexo bom para os dois.

Aliás, a maior desculpa de muitos para idolatrar a solteirice é o fato de ficar amarrado à apenas uma pessoa, fazer sexo com e mesma pessoa sempre. Esses solteirões gostam de variedade. Por isso, sempre variam entre a mão esquerda e a direita.

Companherismo

Ah, o companheirismo. Não é legal sair para fazer compras com sua companheira? É, na verdade não, mas isso é o companheirismo, fazer coisas que você odeia e ser retribuido. Os homens vão as compras, fazem encontros de casais com as amigas delas e seus respectivos namorados, onde elas falam até seus cotovelos incharem e você tem uma conversa superficial com os caras, geralmente sobre futebol.

Já as mulheres assistem a intermináveis campeonatos de futebol, quando acaba um, começa outro, juntamente com os amigos mais porcos do companheiro, que sujam sua casa toda, berram nos gols e pedem cerveja a cada 30 segundos.

Aguentar essas coisas com um sorriso no rosto é para poucos.

Dinheiro

Dinheiro não traz felicidade. Esse é o dito popular. Se é popular, é coisa de pobre. Se é de pobre, tá errado, pobre nunca tem dinheiro para saber se ele trás ou não felicidade. Mas pobre tem credor. Dá uma olhada no brilho que surge nos olhos do seu credor quando você paga uma dívida.  Dinheiro é um bom motivo para casar-se. Se você encontrar uma ricaça (o) que te ame, aí vai uma dica, aprenda a ama-lo também.

Recent Posts

Arquivos

Categorias